Portugal Diário - 06 Nov 07

«Morte nas Estradas- Vamos Travar esse Drama»

Governo anunciou campanha para diminuir os acidentes nas estradas

O Governo anunciou esta terça-feira uma campanha para diminuir os acidentes nas estradas, após uma reunião entre vários departamentos oficiais na sequência do acidente com um autocarro em que morreram 15 pessoas perto de Castelo Branco, escreve a Lusa.

«Morte nas Estradas- Vamos Travar esse Drama» é o lema da campanha hoje anunciada pelo secretário de Estado da Protecção Civil, Ascenso Simões, que disse tratar-se de uma iniciativa que envolverá «todo o Governo» e que pretende mobilizar também a sociedade civil.

Como consequência desta campanha, as forças de segurança vão aumentar o acompanhamento e a repressão nas estradas, controlando principalmente os limites de velocidade e os índices de alcoolemia.

Nesta reunião, ficou acordado que haverá uma verba extraordinária de dois milhões de euros para investir em alcolímetros, radares de controlo de velocidade e sistemas informáticos a utilizar pelas forças de segurança.

De acordo com o governante, entre o conjunto de dez decisões que saíram da reunião encontra-se também o controlo de velocidade nas auto-estradas, dado que, como reconheceu depois, a velocidade média da circulação rodoviária poderá estar a aumentar.

Além de organismos que integram o Ministério da Administração Interna, no encontro estiveram presentes representantes dos Ministérios da Saúde e das Obras Públicas, incluindo o secretário de Estado desta tutela, Paulo Campos.

Ficou ainda acordado que entre 25 de Novembro e 7 de Janeiro, período que abrange as festas natalícias e passagem do ano, a acção das forças de segurança vai ser reforçada, para aumentar ainda mais a fiscalização nesse período.

A «fiscalização e a coacção» a que a GNR e a PSP vão sujeitar os condutores têm como objectivo, justificou Ascenso Simões, a redução do número de mortos na estrada, que tem vindo a aumentar este ano.

Desde o início do ano e até domingo morreram nas estradas do Continente 711 pessoas (número que não inclui as 15 vítimas do acidente de Castelo Branco), mais 21 do que no mesmo período de 2006, de acordo com dados reunidos pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Já no dia 18, Dia da Memória, o secretário de Estado disse que vários elementos do Governo vão envolver-se em iniciativas para sensibilizar a opinião pública para a morte diária de pessoas nas estradas.

Para controlar a velocidade nas auto-estradas, Ascenso Simões disse que a GNR vai «apostar nos radares».