Público - 3 Nov 06

Adolescentes britânicos entre os "mais mal educados" da Europa

 

Os adolescentes britânicos estão "entre os mais mal educados da Europa", defenderam ontem em Londres especialistas do Instituto de Pesquisas em Políticas Públicas, que vão divulgar um relatório sobre esta matéria na segunda-feira. Os britânicos de 15 anos bebem mais, drogam-se mais, faltam mais às aulas e agridem-se mais do que os outros jovens europeus, concluíram os sociólogos, depois de terem analisado uma série de estudos recentes. Alguns exemplos: cerca de 45 por cento dos ingleses e 59 por cento dos escoceses com 15 anos passam a maior parte das suas noites com amigos, contra 17 por cento dos franceses com a mesma idade; apenas cerca de 64 por cento faz refeições com regularidade com a respectiva família, contra 93 por cento dos adolescentes italianos. Outros estudos analisados põem também em evidência o elevado consumo de cannabis entre os adolescentes britânicos com 15 anos (38 por cento já experimentaram a droga, contra sete por cento na Suécia e 27 por cento na Alemanha). O Instituto de Pesquisas em Políticas Públicas atribui esta situação ao desmoronamento da estrutura familiar e à incapacidade dos adultos dialogarem com as crianças. Os adolescentes britânicos "vêem as suas hipóteses comprometidas porque não têm interacção estruturada com os adultos", lamentou Nick Pearce, director do Instituto de Pesquisas em Políticas Públicas.