Jornal de Notícias - 2 Nov 06

50 a 60 mil portugueses saem de Portugal anualmente
 

Aumento das saídas para o estrangeiro à procura de melhores condições de trabalho

Portugal registou nos últimos três anos uma diminuição no número de entradas de imigrantes e um aumento das saídas de portugueses para países europeus, revelou hoje o responsável pelos dados nacionais no relatório da OCDE.

        "Nos anos 90 entraram mais imigrantes em Portugal. Mas nos últimos três anos assistiu-se a uma redução das entradas e a um aumento das saídas dos portugueses para o estrangeiro, nomeadamente para a Europa", disse Jorge Malheiros, responsável pelos conteúdos portugueses no relatório internacional da Organização

para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) "Perspectivas das Migraçõe s Internacionais", hoje apresentado em Lisboa.

        De acordo com o investigador do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa, a livre circulação de pessoas na União Europeia e uma maior oportunidade de emprego são factores que contribuíram para o aumento da emigração  de portugueses.

        Os dados oficiais apontam que em 2001 saíram de Portugal 20 mil portugueses, enquanto em 2003 emigraram 27 mil, números que, segundo o mesmo responsáve l, são apenas indicativos e não reflectem a realidade.

        Jorge Malheiros estima que anualmente saem de Portugal entre 50 a 60 mil portugueses.

        A ausência de dados reais sobre as saídas também se explica pelo facto  de a maioria emigrar temporariamente, adiantou.