Portugal Diário - 14 Jun 07

 

Grávidas pagas para terem filhos fora da capital

Para evitar confusões nas maternidades de Estocolmo este Verão, as futuras mães foram convidadas a dar à luz fora da capital sueca, tendo a viagem e o alojamento em hotéis pagos, noticiou esta quinta-feira a agência sueca TT, citada pela Lusa.

O conselho regional de Estocolmo mostrou-se disponível para pagar as viagens e os alojamentos para que as mulheres grávidas programem os partos para que estes sejam feitos noutros municípios, como Upssala, Eskilstuna ou ainda Västeraas, situados num raio de 150 quilómetros de Estocolmo.

As autoridades pretendem evitar as habituais confusões nas maternidades onde milhares de nascimentos são esperados, numa altura em que a maioria das parteiras se encontrará de férias.

«As autoridades não esperam uma verdadeira crise mas a situação é cada vez mais difícil», afirmou Elisabeth Aakrantz, responsável pela qualidade da administração hospitalar em Estocolmo.

Segundo a TT, a situação das maternidades de Estocolmo piora consideravelmente de ano para ano.

A Suécia tem vindo a apresentar um aumento de nascimentos nos últimos anos, tendo havido o ano passado 105.913 novos nascimentos, mais cinco por cento relativamente a 2005.