Portugal Diário - 08 Jan 07

 

Ciências sociais são passaporte para o desemprego

Um terço dos 49 mil licenciados são de Direito, História e Sociologia

Um terço dos 49 mil licenciados sem desemprego tiraram cursos como Direito, História e Sociologia.

Os dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional, relativos a Outubro do ano passado, e revelados pelo «Jornal de Notícias» (JN), evidenciam que as ciências sociais formam mais gente, mas são ao mesmo tempo a via mais rápida para o desemprego.

De acordo com o Observatório da Ciência e do Ensino Superior, no ano lectivo que passou havia quase 116 mil alunos inscritos em cursos de ciências sociais como Direito, História, Filosofia, Geografia ou Sociologia.

Em segundo lugar, mas a grande distância, surgem os cursos como Engenharia, Indústria transformadora e Construção, com 80 mil inscritos.

Os dados sobre desemprego, de Outubro passado, davam conta de quase 16450 licenciados com estes cursos.

Além das ciências sociais, também as licenciaturas em educação e formação de formadores são um passaporte para o desemprego. Em Setembro atingiram o primeiro lugar na lista dos mais desempregados, em resultado da não colocação de professores.

Apesar de tudo, a taxa de desemprego entre os licenciados é mais baixa do que noutros sectores. (cinco por cento em 2005, contra a taxa global de 7,6). Os licenciados demoram, em média, oito meses a entrar no mercado de trabalho, contra 15 meses nos restantes casos.

Recorde-se que o ministro da Ciência e do Ensino Superior, Mariano Gago, quer publicar os dados sobre os cursos sem saída profissional bem como sobre a instituição de ensino de onde provêm os desempregados.