Jornal da Madeira- 07 Jan 07

 

Líder do CDS-PP critica Governo socialista

Fecho de maternidades e aborto são «erros políticos»

 

O presidente do CDS-PP, Ribeiro e Castro, apontou ontem o fecho de maternidades e o referendo sobre a despenalização do aborto como exemplo dos «erros políticos» do Governo socialista. «No Hospital de Elvas, o Governo fechou a maternidade, mas de acordo com este ministro da Saúde já se poderá fazer um aborto», frisou Ribeiro e Castro em conferência de imprensa, durante as Jornadas do Interior, em Castelo Branco.
«Este é um exemplo dos erros políticos gravíssimos deste governo, nomea damente para o interior», sublinhou.
«Seja qual for a posição sobre a matéria, a gravidez não é uma doença e o Serviço Nacional de Saúde (SNS) deve ser usado para tratar os doentes», acrescentou Ribeiro e Castro na sua intervenção.
Ribeiro e Castro reafirmou que o CDS-PP «tem uma posição clara» sobre o referendo marcado para 11 de Fevereiro: «Lutaremos pela vitória do não».