Diário Digital - 04 Jan 07

 

Referendo: Vida, Sempre recolhe 9.000 assinaturas pelo «não»  
 

O movimento cívico «Vida, Sempre!» recolheu 9.0 00 assinaturas no distrito de Vila Real em defesa do «não» ao aborto no referendo de Fevereiro, disse hoje à agência Lusa um dos dirigentes do movimento.

Médicos, professores, advogados, estudantes, entre outros, criaram o grupo «Vida, Sempre!» no distrito de Vila Real para defender a resposta «não» à proposta de liberalização do aborto.

O presidente da comissão executiva deste movimento, Acácio Valente, promete fazer campanha em «todo o lado» contra a «cultura de morte» que se quer instituir na sociedade portuguesa.

O responsável diz que o objectivo deste grupo é «esclarecer e informar» as pessoas, porque, segundo referiu, a actual lei, que data de 1984, já permite o aborto em casos de violação, má-formação do feto, doença grave ou em que a gravidez ponha em risco a saúde da mãe.

Com a alteração prevista à lei, a mulher poderá realizar o aborto até às 10 semanas, em qualquer hospital.

«Antes ou depois das 10 semanas, o aborto representa sempre a destruição de um ser humano», afirmou.

Mestre em bioética, Acácio Valente, defende que o aborto não «pode funcionar como um método contraceptivo», considerando que este acto «não pode ser custeado pelo Governo ou pago pelos impostos dos portugueses».

Para se formalizar como grupo cívico, o movimento precisava de 5.000 assinaturas e, segundo o dirigente, já foram recolhidas pelos 14 concelhos do distrito cerca de 9.000.

Diário Digital / Lusa