Público - 17 Jan 06

SOCIEDADE

Notas baixam um nível em relação à nota interna
Grande parte dos alunos baixou no exame nacional um nível relativamente à classificação interna atribuída no final do 3.º período. Entre os que tiveram 2 na nota atribuída pela escola, praticamente metade manteve esse valor e os restantes desceram para 1. Quanto aos alunos que tiveram 3, apenas cerca de 20 por cento conseguiram ter semelhante prestação na prova nacional e dois em cada três não foram além dos 2 valores. Também entre os que mais bem se saíram no final do ano (com notas de 4 ou 5 valores), menos de 20 por cento conservaram a nota que traziam. Mesmo assim, conclui o Gave, existe uma relação entre as duas classificações e quanto mais elevada foi a nota interna melhor o desempenho no exame nacional.

Prática nas salas de aula tem de mudar
As conclusões vão-se repetindo de relatório para relatório e apontam para a necessidade de mudar alguns aspectos do ensino. O Gave sugere que os alunos sejam chamados mais vezes a fazer exercícios inseridos em situações próximas da vida real e a trabalhar em problemas que exijam a utilização de informação diversa e/ou conceitos complexos. Propõe-se ainda às escolas que insistam na explicitação de raciocínios como prática regular em sala de aula, bem como na apresentação de argumentação válida, a partir da informação disponibilizada.

WB00789_.gif (161 bytes)