Público - 1 Fev 07

 

Mais 280 mil alunos no superior, menos 400 mil na primária

 

Em 30 anos, e apesar da quebra demográfica, o sistema de ensino viu o número de alunos matriculados aumentar em 290 mil. O maior crescimento aconteceu no ensino superior, com a população inscrita a mais do que quadruplicar: passou de 81 mil estudantes em 1977 para quase 370 mil em 2005.
Também no pré-escolar a evolução foi muito significativa: no mesmo período de tempo cresceu de 65 mil para 263 mil crianças, revelam os dados estatísticos compilados pelo Gabinete de Informação e Avaliação do Sistema Educativo, relativos aos últimos 30 anos e ontem revelados.
A quebra da natalidade fez-se no entanto sentir de forma muito acentuada no ensino básico, em particular nos primeiros quatro anos de escolaridade e logo a partir de meados do início da década de 80. Daí para a frente, o 1.º ciclo passou a contar com menos 435 mil crianças. Uns anos mais tarde, foi a vez de o 2.º ciclo (5.º e 6.º anos) se ressentir. Desde 1988 que está em decréscimo.
Quanto ao ensino secundário, a diminuição de matriculados terá de ser explicada pela evolução demográfica, mas também pela falta de capacidade do sistema para atrair mais alunos, já que o potencial de recrutamento está longe de estar esgotado.
As estatísticas mostram ainda que o sistema de ensino privado abrange cerca de 20 por cento do total de alunos.
Ainda que minoritário, o sector particular foi ganhando peso a partir do início da década de 90, sobretudo graças ao crescimento do ensino superior. Mas a quebra na procura acabou por pôr fim ao fenómeno em pouco tempo: desde 1997 que as instituições superiores privadas perdem alunos.
Outra evolução que se pode constatar é o aumento das mulheres na população escolar. Globalmente, a situação é de equilíbrio entre rapazes e raparigas. Mas no secundário e, sobretudo, no superior elas estão já em maioria: representam 55,7 por cento da população universitária, por exemplo.
Ao todo, mais de dois milhões de alunos frequentam estabelecimentos de ensino públicos e privados, do pré-escolar ao ensino superior. I.L.