Público - 14 Fev 06

 

Exames nacionais do básico e secundário começam a 19 de Junho

Isabel Leiria

Provas do 9.º ano
de Português
e Matemática
a 21 e 23 de Junho

Os exames nacionais do ensino básico e do secundário (1.ª fase) decorrem este ano entre 19 de Junho e 3 de Julho. O calendário está fixado e prevê que o pontapé de saída seja dado, como de costume, pelas provas de Português B e Português A, a realizar, consoante o agrupamento, por todos os alunos que estão a frequentar cursos gerais do 12.º ano.
A partir dessa data e até 3 de Julho realizam-se diariamente as restantes provas do secundário. Com duas alterações em relação a 2005. Os alunos que estão no 12.º dos cursos tecnológicos já não vão fazer exames nacionais para concluir as respectivas cadeiras (só se quiserem concorrer ao superior ou se chumbarem e quiserem tentar, assim, passar).
Outra das novidades prende-se com o facto de, pela primeira vez, os alunos que estão no 11.º nos cursos científico-humanísticos (antigos cursos gerais) serem chamados a realizar exames nacionais nas disciplinas específicas bienais (iniciadas no 10.º e concluídas no ano seguinte), distribuindo assim os testes entre o 11.º e o 12.º.
O período de inscrições para a 1.ª fase decorre entre 6 a 17 de Março. Quem não tiver feito as provas neste período ou queira melhorar as notas obtidas pode ainda inscrever-se mais tarde para a 2.ª fase, que decorrerá entre 19 a 25 de Julho. As notas saem a 13 de Julho e 4 de Agosto, respectivamente.
Em relação ao ensino básico, os alunos do 9.º fazem no dia 21 o exame nacional de Língua Portuguesa e dois dias depois o de Matemática. Apesar de estar prevista uma segunda chamada (27 e 30 de Junho), esta alternativa destina-se apenas a situações excepcionais.
Naquele que é o segundo ano de realização das provas, os testes vão contar não 25 por cento mas 30 por cento para a nota final (os restantes 70 por cento decorrem da avaliação interna feita em cada escola).
Outras das excepções estipuladas para 2005 que deixa de fazer efeito diz respeito à matéria em avaliação: todo o 3.º ciclo do básico e não apenas o ano terminal (9.º).
A tutela prevê ainda que as notas sejam afixadas a 12 de Julho.

WB00789_.gif (161 bytes)