Público última hora - 18 Dez 08

 

Familiares de adultos dependentes queixam-se de poucos apoios
Deficientes que frequentam centros ocupacionais vão ter que pagar mensalidade

 

As instituições de solidariedade social que têm actividades ocupacionais para deficientes vão cobrar a partir de 2009 uma mensalidade que poderá ir até 30 euros, segundo revelou hoje o presidente do Instituto da Segurança Social, Edmundo Martinho.

 

Este responsável explica a decisão, em declarações à rádio TSF, com a ideia de criar condições idênticas entre os centros privados e os que pertencem ao Estado. Adiantou também que as famílias mais carenciadas poderão ficar isentas ou pagar apenas cinco euros e que a medida abrange cerca de meia dúzia de centros pertencentes ao Estado.

 

Familiares de utentes do centro de Costa Cabral, no Porto, ouvidos também pela TSF, manifestaram-se surpreendidos com esta opção do Estado.

 

A mãe de um utente de 30 anos, com paralisia cerebral, queixa-se de que esta medida reduz ainda mais as poucas ajudas existentes.

 

Muitos dos adultos que utilizam estas instituições frequentam-nas há mais de 20 anos sem nunca terem pago mensalidade.