Público - 12 Dez 05

Famílias numerosas contra redução de exames no ensino secundário

 

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas considera "totalmente inadequada" a eventual redução dos exames nacionais do 12º ano, que considera essenciais na avaliação dos alunos. Em comunicado diz que a intenção do Ministério da Educação de diminuir o número de provas nacionais no final do secundário, se for concretizada, constitui "uma cedência perante quem pretende continuar a tapar o sol com uma peneira". A proposta é que os estudantes façam apenas três exames (até agora faziam em média cinco) de avaliação externa e que os de Português e Filosofia deixem de ser obrigatórios. Para a associação de famílias numerosas, "a existência de exames nacionais e a sua comparação com a avaliação contínua são um instrumento indispensável para se poder separar o trigo do joio", isto é, saber quais os estabelecimentos de ensino que se limitam a manter os alunos "entretidos enquanto não atingem os 16 ou 18 anos".

 selecção de textos e intervenções que documentam o que vem sendo afirmado sobre as correntes pedagógicas em causa.

WB00789_.gif (161 bytes)